Última hora

Última hora

Escândalo das escutas telefónicas alastra-se à classe política

Em leitura:

Escândalo das escutas telefónicas alastra-se à classe política

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo das escutas telefónicas do News of the World continua a alastrar-se e estende-se agora à classe política inglesa.

Revelações vindas a lume esta terça-feira, dão conta que James Murdoch trocou vários emails com o ministro da Cultura, a propósito da aquisição da operadora de cabo BSkyB pelo grupo News Corp.

A comissão especial de inquérito, criada a pedido de David Cameron, confrontou James Murdoch com 163 páginas de emails confidenciais, entre os responsáveis da News Corp e um conselheiro especial do ministro da Cultura, Jeremy Hunt.

Murdoch negou ter recorrido a influências políticas para tomar o controlo da BSkyB.

Ed Miliband, o líder da oposição trabalhista já pediu a demissão de Jeremy Hunt. O ministro, por seu lado, recusa ceder à pressão, tanto mais que o primeiro-ministro conservador, David Cameron, reafirmou ter “completa confiança” em Jeremy Hunt.

Quarta e quinta-feira é a vez de o magnata Rupert Murdoch, pai de James, responder perante a comissão de inquérito.

Um dos principais títulos do grupo, o tabloide News of the World, é suspeito de ter efetuado escutas ilegais a cerca de 800 pessoas – personalidades públicas e simples cidadãos – e assim ter conseguido várias cachas.