Última hora

Última hora

Plano de paz da ONU é letra morta na Síria

Em leitura:

Plano de paz da ONU é letra morta na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O plano de paz da ONU e da Liga Árabe permanece letra morta na Síria, face a uma nova jornada de violência no território.
 
Uma viatura armadilhada explodiu esta manhã em Marjé, no centro de Damasco, provocando a morte de pelo menos dois responsáveis da segurança. As autoridades acusam a oposição de estar por detrás da ação terrorista.
 
Entretanto, a sul da capital, as tropas rebeldes envolveram-se em confrontos com o exército durante a madrugada em Sitt Zainab e Douma.
 
Segundo fontes da oposição pelo menos 50 pessoas terão morrido ontem, depois do exército ter atacado a cidade de Hama.
 
Os ataques ocorrem num momento em que a missão avançada de observadores da ONU se encontra no território para implementar o plano de paz de Kofi Annan, depois de um acordo de cessar-fogo.
 
O grupo formado por onze capacetes azuis deverá preparar o terreno à chegada de uma delegação de 300 observadores na próxima semana.
 
Mas a situação está longe de corresponder às exigências da ONU relativamente ao fim das hostilidades e da retirada do exército das zonas urbanas.