Última hora

Última hora

Breivik: audiência centrada no ataque em Oslo

Em leitura:

Breivik: audiência centrada no ataque em Oslo

Tamanho do texto Aa Aa

Várias testemunhas ajudaram a reconstruir, esta terça-feira, o ataque em Oslo a 22 de julho onde morreram oito pessoas.

Um responsável pela segurança descreveu aos juízes um cenário de caos e admitiu que as primeiras suspeitas recaíram sobre a Al-Qaida.

Pela primeira vez, desde o início do julgamento, o autor confesso dos atentados na Noruega permaneceu em silêncio.

O explosivo, feito à base de adubo e de alumínio, atingiu o edifício onde se encontrava o escritório do primeiro-ministro. Segundo um especialista em explosivos, a bomba usada por Anders Breivik tinha uma potência equivalente entre 400 a 700 quilos de TNT, uma carga insuficiente para derrubar o edifício como pretendia o norueguês.

A explosão em Oslo, deu tempo a Breivik para pôr em prática o ataque na ilha de Utoya – a 40 quilómetros de distância – onde foram mortas 69 pessoas, que participavam num encontro do Partido Trabalhista.