Última hora

Última hora

Draghi exige ação dos bancos e governos contra a crise

Em leitura:

Draghi exige ação dos bancos e governos contra a crise

Tamanho do texto Aa Aa

Face à crise, o Banco Central Europeu já fez a sua parte e agora a bola está no campo dos bancos e governos da zona euro. As palavras são do presidente do BCE, Mario Draghi, na comissão dos Assuntos económicos do Parlamento Europeu.

Draghi considera necessário que os governos avancem com as medidas para reduzir o défice e evocou a criação de um pacto europeu para o crescimento.

A quem pede mais intervenção do BCE, Draghi responde: “Todas as nossas medidas são temporárias por natureza. No entanto, o apoio de liquidez não pode substituir-se ao capital ou às políticas estruturais sólidas. São eles as bases de um crescimento sustentável e da estabilidade da economia europeia”.

Quanto aos bancos, o presidente do BCE exige que limpem os respetivos balanços, depois de terem recebido quase um bilião de euros da instituição. Mas Mario Draghi continua a opor-se aos alemães e diz que é prematuro abandonar as medidas anti-crise.

Em causa o atual contexto de risco. Os últimos dados indicam que a economia da zona euro vai continuar em recessão pelo menos até ao segundo semestre deste ano.