Última hora

Última hora

Monti reforça apelo a "pacto para o crescimento" na Europa

Em leitura:

Monti reforça apelo a "pacto para o crescimento" na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Crescimento é a palavra que está na boca da maioria dos líderes europeus estes dias. Com a Europa à procura da fórmula mágica para sair da crise, o primeiro-ministro italiano, Mario Monti, tal como outros dirigentes europeus, considera que a Europa não poderá recuperar centrando-se apenas na austeridade.

Em resposta ao apelo para um pacto para o crescimento, deixado pelo presidente do Banco Central Europeu, Mario Monti afirmou: “Não devemos negligenciar que as reformas estruturais sozinhas nunca irão trazer crescimento. Porque, um país pode tornar-se mais produtivo e competitivo mas se não houver procura, interna e externa, o crescimento não se irá materializar”.

Com um em cada dez europeus no desemprego, ninguém apresentou ainda verdadeiras soluções para relançar o crescimento.

O certo é que Mario Monti evitou cuidadosamente as críticas diretas à Alemanha, acérrima defensora da austeridade, e ouviu o presidente do Conselho Europeu dizer que o crescimento é a prioridade da União e tema de uma cimeira talvez em finais de junho.