Última hora

Última hora

Ucrânia: Presidente mobiliza meios excecionais para investigar atentados

Em leitura:

Ucrânia: Presidente mobiliza meios excecionais para investigar atentados

Tamanho do texto Aa Aa

As quatro explosões numa cidade do leste da Ucrânia são um desafio ao país, declarou o chefe de Estado depois dos atentados que fizeram 27 feridos. Os rebentamentos ocorreram a escassas seis semanas do pontapé de saída do Europeu de futebol que vai decorrer na Ucrânia e na Polónia.

O presidente Viktor Yanukovych assegurou que vão ser destacados “os melhores investigadores criminais para trabalhar neste caso. Além dos serviços de segurança de Dnipropetrovsk e dos departamentos do ministério do Interior na cidade, vai ser criada uma unidade especial de investigação.”

Os atentados ocorreram em Dnipropetrovsk, uma cidade de 1 milhão e 300 mil habitantes a 400 quilómetros de Kiev. A cidade não vai acolher jogos do Europeu de futebol. A UEFA afirmou manter a confiança nas autoridades ucranianas.

Apesar de ter sido aberto um inquérito a um ato terrorista, não foram avançadas hipóteses sobre os autores dos ataques. Dnipropetrovsk é a cidade natal de Yulia Tymoshenko, a adversária política do chefe de Estado condenada a uma pena de sete anos de prisão.