Última hora

Última hora

Ban Ki-moon oferece ajuda a Myanmar

Em leitura:

Ban Ki-moon oferece ajuda a Myanmar

Tamanho do texto Aa Aa

Um aperto de mão que vale uma oferta de ajuda por parte da ONU. Ban Ki-moon foi recebido, em Myanmar, por Thein Sein. É a primeira visita de Ban Ki-Moon desde 2009, quando o regime basculou na repressão.

O secretário-geral da ONU ofereceu ao presidente birmanês ajuda para continuar na via das reformas e prometeu pedir aos países ocidentais que aliviem as sanções.

Ban Ki-Moon elogiou o presidente, um antigo militar de topo, que considerou um elemento-chave da mudança, e louvou ainda o papel do parlamento, que pode transformar as aspirações democráticas do povo a vida melhor numa realidade concreta.

Uma realidade na qual o partido de Aung San Suu Kyi vai, afinal, participar. Depois de ter boicotado o início dos trabalhos no parlamento, o partido da Premio Nobel da Paz decidiu, afinal, tomar assento nas bancadas que lhe foram reservadas. Os deputados não jurarão, contudo, “salvaguardar a constituição “ mas apenas respeitá-la.