Última hora

Última hora

Espanha: Protesto generalizado contra plano de austeridade

Em leitura:

Espanha: Protesto generalizado contra plano de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Em Espanha milhares de manifestantes convocados pela Plataforma Social em Defesa do Estado Providência e dos Serviços Públicos protestaram em 55 cidades contra as medidas restritivas.

O Governo de Mariano Rajoy adotou a 20 de abril um plano de austeridade para os setores da saúde e da educação esperando gerar 10 mil milhões de euros de poupanças anuais, dos quais sete mil milhões na saúde e três na educação.

“Tivemos que subir alguns impostos. Claro que sim. Tivemos que o fazer e sei que isso não constava do nosso programa eleitoral. Vamos tentar não fazer mais coisas destas no futuro, mas não tínhamos outra alternativa”, disse o Primeiro-Ministro espanhol.

Após meses de garantias do Governo de que o IVA não seria aumentado, o ministro da Economia anunciou o aumento dos impostos indiretos em 8.300 milhões de euros em 2013, deixando antever possíveis alterações ao IVA.

“Vamos continuar a protestar na rua e a reivindicar serviços públicos essenciais – a saúde, a educação e os serviços sociais. Continuaremos a dizer ao Governo que há uma alternativa completamente diferente à de tentar resolver o défice com cortes e que essa alternativa passa pelo aumento dos impostos”, sublinhou Cayo Lara, líder do partido
Esquerda Unida.

Segundo o ministro da Economia haverá uma redistribuição da carga fiscal que inclui a redução da carga tributária sobre o trabalho e o aumento da mesma sobre o consumo.

Estas medidas integram-se num quadro de contenção das contas públicas para que seja cumprido o défice de 3 por cento do PIB, fixado para 2013.