Última hora

Última hora

Junta militar controla tentativa de contragolpe no Mali

Em leitura:

Junta militar controla tentativa de contragolpe no Mali

Tamanho do texto Aa Aa

“Pedimos à população civil que se mantenha calma e serena.” Palavras da junta no poder, no Mali, para tranquilizar a população, depois de uma tentativa de contragolpe de Estado, em Bamaco.
 
Os militares, que mantêm o controlo da televisão pública, garantem que as forças da ordem continuam em alerta, prontas a defenderem o país contra os “elementos estrangeiros apoiados por forças obscuras” que tentaram o contragolpe de Estado.
 
Segundo a agência Reuters, uma testemunha viu dois cadáveres, em uniformes da antiga guarda presidencial, com tatuagens tribais do vizinho Burkina Faso
 
Tudo indica que, durante a noite, as forças leais a ao presidente deposto, Amadou Touré, tentaram tomar o controlo do aeroporto e da base militar de Kati – a 15 quilómetros da capital.
 
Mas a junta controla de novo a situação.
 
Depois do golpe militar de março, os rebeldes tuaregues e a Al-Qaeda do Magrebe Islâmico controlam o norte do país. No sul, a Junta promete um regresso à ordem constitucional.
 
Para garantir a transição, os países da África Ocidental querem enviar uma força de três mil homens para o Mali.