Última hora

Última hora

Rebeldes acusam regime sírio de não respeitar cessar-fogo em Homs

Em leitura:

Rebeldes acusam regime sírio de não respeitar cessar-fogo em Homs

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Homs permanece sitiada pelo exército sírio após a chegada dos observadores da ONU ao território.

Na localidade, controlada pelo exército livre sírio e onde permanecem milhares de civis, os habitantes continuam a ser alvo de ataques quotidianos, mesmo depois das garantias dadas pelo regime de que estaria disposto a retirar as tropas das zonas urbanas.

Um responsável das forças da oposição acusa Bashar Al Assad de não respeitar os compromissos internacionais, assegurando que os combatentes, “estão prontos a respeitar o plano de paz de Koffi Annan”.

A força de desertores prossegue os combates com o exército no leste do país, onde afirma ter morto 12 militares durante combates em Deir al-Zor. Em Idlib, palco ontem de um triplo atentado bombista, as tropas do regime bombardearam uma aldeia vitimando pelo menos 10 civis.

Os novos episódios de violência ocorrem dois dias após a chegada do chefe da missão dos observadores da ONU ao território ter sido marcada por um apelo à calma.

O regime sírio garante que continuará a responder às ações do que chama de grupos terroristas, acusando a oposição de ser apoiada e armada por grupos islamitas.