Última hora

Última hora

Washington e Pequim não comentam paradeiro de Chen Guangsheng

Em leitura:

Washington e Pequim não comentam paradeiro de Chen Guangsheng

Tamanho do texto Aa Aa

O caso Chen Guangsheng, o advogado cego dissidente que alegadamente se encontra refugiado na embaixada dos Estados Unidos em Pequim, pode vir a ensombrar as relações sino-norte-americanas.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e o secretário do Tesouro, Timothy Geitner, são esperados quarta-feira na capital chinesa para a 4.ª ronda do Diálogo Estratégico e Económico de Alto Nível China-Estados Unidos.

Washington e Pequim não confirmam nem desmentem a situação.

“Obviamente que estou ao corrente do que imprensa relata sobre a situação na China, mas não vou fazer declarações sobre essa matéria. O que gostava de realçar é que sempre que nos encontramos com os chineses abordamos o tema dos direitos humanos”, sublinhou Barack Obama.

Chen Guangsheng evadiu-se da casa onde estava detido em prisão domiciliária há mais de um ano e, segundo amigos, estará refugiado na embaixada dos Estados Unidos.

A atitude dos governos americano e chinês é interpretada como um sinal de embaraço dos dois países.