Última hora

Última hora

Espanha e o drama do desemprego

Em leitura:

Espanha e o drama do desemprego

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez em oito meses, a Espanha viu cair o desemprego, mas trata-se mesmo assim do terceiro pior mês de abril de sempre.

Graças ao turismo na Semana Santa, o número de desempregados caiu em 6600, mas é apenas um décimo da redução registada em abril do ano passado.

No total, Espanha conta com 4,7 milhões de pessoas no desemprego, ou seja, uma taxa de 24,4 por cento, a pior da Europa.

Patricio Rojas, equatoriano, afirma que deixará o país. “Espanha é bonita, mas temos de pensar na família, nos nossos filhos e se não encontramos trabalho, temos de ir para algum lado. O que nos resta?”

O governo reconhece que os dados mostram o impacto negativo da economia no mercado do trabalho, dois meses depois da entrada em vigor da reforma laboral.

Em termos de setores, o desemprego caiu na construção, serviços e agricultura, mas subiu na indústria.