Última hora

Última hora

Estados Unidos revelam "As cartas de Abbottabad" de Bin Laden

Em leitura:

Estados Unidos revelam "As cartas de Abbottabad" de Bin Laden

Tamanho do texto Aa Aa

Um ano após o raide americano, no Paquistão, que matou Bin Laden, o Centro de Combate ao Terrorismo da academia militar de West Point revelou 17, dos mais de 6000 documentos encontrados na última residência do líder da Al-Qaida.

Nas cerca de 200 páginas desclassificadas, sob o título “As cartas de Abbottabad”, fica-se a saber das ordens de Bin Laden para abater Barack Obama ou o General David Petraeus, na altura o chefe das tropas americanas na região, mas também as preocupações do líder da Al-Qaida com a morte “desnecessária” de muçulmanos nas operações da organização, ou ainda a condenação de atentados contra mesquitas e mercados.

Há mesmo uma carta, cuja autoria não foi confirmada, em que é sugerida a alteração do nome da Al-Qaida.

Se Obama era um alvo, o mesmo não se passava com Joe Biden. Bin Laden proíbe qualquer ataque contra o vice-presidente norte americano por considera-lo “totalmente impreparado” para dirigir, o que lançaria o caos nos Estados Unidos se Obama fosse abatido.

As cartas e rascunhos expõem também divisões dentro da Al-Qaeda e tensões com outros extremistas no Paquistão.