Última hora

Última hora

Euro joga parte do seu futuro nas eleições francesas e gregas deste domingo

Em leitura:

Euro joga parte do seu futuro nas eleições francesas e gregas deste domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Uma boa parte do futuro do euro e da União Europeia joga-se este domingo nas eleições em França e na Grécia.

O mundo da economia, em especial o de influência americana, olha com desconfiança a chegada de um socialista à presidência francesa, considerando poder tratar-se de um golpe nos planos de austeridade dirigidos pela Alemanha, tal como o resultado das legislativas na Grécia.

O correspondente do Wall Street Journal, em Paris, considera que “os olhos do mundo vão estar voltados para Atenas, para ver se existirá uma solução política estável ou se os gregos vão voltar às urnas dentro de uns tempos como é temido” e quase assumido na Grécia.

“No que diz respeito à França, o discurso é diferente. Os investidores e o mundo do capital olharão para Paris na tentativa de compreender o que poderá acontecer ao Euro nos próximos anos e, sobretudo, se o euro continuará a ser a moeda comum”, acrescentou.

Uma viragem à esquerda em França, com o candidato socialista a desejar uma renegociação do tratado europeu voltada para o crescimento económico e não para os limites do défice pode afetar as relações entre Paris e Berlim, que também tem eleições este ano.

Mas o jornalista do Wall Street Journal considera que “os líderes da França e da Alemanha estão obrigados a entenderem-se, a trabalharem em conjunto e é isso que vão fazer, independentemente do resultado das eleições”.