Última hora

Última hora

Timoshenko adia para quarta-feira transferência para hospital

Em leitura:

Timoshenko adia para quarta-feira transferência para hospital

Tamanho do texto Aa Aa

Iulia Timoshenko recusou, esta terça-feira, ser transferida da prisão para o hospital. Talvez amanhã, diz. A líder da oposição ucraniana tinha aceite a transferência, desde que fosse tratada por médicos alemães. Mas agora diz necessitar de mais tempo para discutir com os seus advogados.

Condenada por alegado “abuso de poder” e m greve da fome desde o dia 20 de abril, depois de ter sido alegadamente maltratada pelos guardas prisionais, a musa da Revolução Laranja sofre de uma hérnia discal, mas recusa tratamentos de médicos ucranianos.

“Não confiamos nos nossos médicos”, diz uma apoiante de Timoshenko, que acrescenta: “Dizem aquilo que as autoridades lhes mandam dizer. A melhor solução seria que a Alemanha – ou outro país – a recebesse e a tratasse.”

O caso Iulia Timoshenko está a envenenar as relações entre a Ucrânia e a Europa. Vários países boicotaram uma reunião prevista em Ialta, outros apelam ao boicote dos jogos do Euro-2012 de futebol – ao qual nenhum comissário europeu assistirá, já fez saber Bruxelas.