Última hora

Última hora

Apoiantes de Al-Assad acusam oposição síria de matar crianças

Em leitura:

Apoiantes de Al-Assad acusam oposição síria de matar crianças

Tamanho do texto Aa Aa

Como em cada atentado, oposição e regime sírio acusam-se mutuamente. Desta vez, o regime acusa os rebeldes de terem feito o ataque “no momento em que as pessoas se dirigiam para o trabalho e as crianças iam à escola”.

Bora Bayraktar, o nosso correspondente no local relata a situação: “Aqui, atrás de mim, podemos ver uns 20 ou 25 carros completamente queimados. Há cadáveres dentro dos carros, totalmente carbonizados, impossíveis de identificar. Alguns foram pulverizados e não sobra nada! Após a explosão, as autoridades sírias cortaram o trânsito e usaram helicópteros para observar a área.”

Esta é uma fiel ao regime de Bashar Al-Assad. Tal como o poder, aqui, a população acusa os países estrangeiros de apoiarem e armarem a oposição. “O príncipe Hamad, do Qatar, reivindica a liberdade. Vejam a liberdade aqui: neste autocarro havia crianças que iam para a escola. Esta é a liberdade desejada pelo príncipe Hamad! Lanço um apelo a todos os sírios: se virem alguém armado, alguém a manifestar-se, informem as autoridades”, diz um jovem sírio pró-Assad.

Na zona, grupos de populares manifestavam-se a favor do ditador sírio. “Um, um, um… o povo sírio é só um.” e “Estamos prontos a sacrificar a nossa alma e o nosso sangue por ti, Bashar” eram algumas das palavras de ordem gritadas.