Última hora

Última hora

Não há sinais de sobreviventes do avião russo desaparecido na Indonésia

Em leitura:

Não há sinais de sobreviventes do avião russo desaparecido na Indonésia

Tamanho do texto Aa Aa

Para já, não há sinal de sobreviventes, mas as autoridades aéreas indonésias descobriram os destroços do avião russo desaparecido ontem, em voo, no espaço aéreo do país.

Os vestígios do aparelho encontram-se a cerca de 1650 metros de altitude, numa das encostas do vulcão adormecido do Monte Salak, uma centena de quilómetros ao sul da capital indonésia.

O aparelho, um Sukhoi Superjet 100, é o primeiro jato de passageiros construído pela Rússia, após a queda da URSS. Desapareceu ontem dos radares quando fazia um voo de demonstração em Jacarta, integrado na tournée de promoção organizada pelo construtor.

Segundo a imprensa local, entre os 50 passageiros e tripulantes encontravam-se funcionários do ministério indonésio dos Transportes, responsáveis de transportadoras aéreas locais, representantes da embaixada russa em Jacarta e jornalistas.

A força aérea indonésia prepara-se para enviar helicópteros em busca de sobreviventes. Uma unidade de soldados vai igualmente escalar a montanha, uma tarefa que deverá durar, pelo menos, umas seis horas.