Última hora

Última hora

Turquia rejeita extraditar vice-presidente iraquiano

Em leitura:

Turquia rejeita extraditar vice-presidente iraquiano

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia recusa-se a extraditar o vice-presidente iraquiano, Tarek al-Hachemi, no dia em que se inicia o seu julgamento em Bagdade.

O político sunita é, desde terça-feira, alvo de um mandado de captura da Interpol, depois de ter fugido do Iraque, no ano passado, onde é acusado de cumplicidade numa série de assassínios de homens políticos.

O número dois do governo turco afirma que Al-Hachemi, “encontra-se sob tratamento médico. Não sei ainda se voltaremos a analisar a situação no futuro, mas a nossa posição é clara, não vamos extraditar alguém que apoiámos desde o início”.

Al-Hachemi rejeita as acusações de assassínio e afirma-se vítima de uma “caça às bruxas” quando é um dos principais adversários do primeiro-ministro iraquiano Nouri Al-Maliki.

O caso promete inflamar ainda mais as relações entre a Turquia e o Iraque, depois do primeiro-ministro Tayyp Erdogan ter acusado o seu homólogo iraquiano, um xiita, de discriminar as formações e comunidades sunitas no país.