Última hora

Em leitura:

Bruxelas confirma recessão na zona euro


economia

Bruxelas confirma recessão na zona euro

Bruxelas prevê uma contração de 0,3% da economia da zona euro este ano e uma estagnação no conjunto da União Europeia. A boa nova, se assim se pode dizer, é que para 2013 se prevê uma ligeira retoma.

As “previsões económicas da primavera” apresentadas esta sexta-feira pela Comissão Europeia, antecipam um cenário agridoce.

“Estima-se que a economia europeia atravesse neste momento uma recessão modesta, mas curta. Subsequentemente prevê-se uma recuperação lenta a partir da segunda metade deste ano, que continuará no horizonte das previsões deste e do próximo ano”, revelou o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn.

A Comissão reviu em alta as previsões de novembro do ano passado em relação ao desemprego. O executivo comunitário estima que este atinja o valor recorde de 11% na zona euro e 10,3% no conjunto dos países da União.

O nível da dívida na zona euro aumentará para 91,8% do PIB durante 2012 e para 92,6% em 2013.

De acordo com Bruxelas, este ano a economia portuguesa contrai 3,3% e o desemprego dispara para 15,5%, uma décima acima do valor previsto pelo Governo de Pedro Passos Coelho. 2013 será ano de retoma ligeira.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

economia

Grécia: Desemprego atinge os 21,7% em fevereiro