Última hora

Última hora

O primeiro debate presidencial da história do Egito

Em leitura:

O primeiro debate presidencial da história do Egito

Tamanho do texto Aa Aa

O Egito assistiu, pela primeira vez na história, a um debate entre os dois principais candidatos à eleição presidencial.

Frente a frente estiveram Abdel Moneim Abol Fotouh, um islamita moderado e antigo dirigente da Irmandade Muçulmana e o ex-presidente da Liga Árabe que foi também ministro dos Negócios Estrangeiros de Hosni Mubarak, Amr Moussa.

Abdel Moneim acusou Amr Moussa de fazer perte do problema:
“Pensará o dr. Amr Moussa, que tendo sido ministro do regime anterior, contra o qual o povo egipcío se revoltou, que trinta anos depois, do regime que criou o problema pode sair uma figura que resolva o problema? Há uma regra que diz que os que criam o problema não o podem resolver”

Amr Moussa respondeu que o seu opositor nunca trabalhou em defesa do país:
“Posso dizer-lhe que o senhor também manteve o silêncio. Defendeu sempre as posições da Irmandade Muçulmana e nunca os interesses do Egito. Portanto, a sua posição era de interesse pessoal, não sobre a situação no Egito”.

O debate, que durou cerca de quatro horas, foi transmitido por duas estações de televisão e galvanizou a atenção de milhões de egipcíos.

Os eleitores são chamados às urnas nos dias 23 e 24 de maio. O exército, que dirige o país desde a queda de Mubarak, promete passar o poder ao novo presidente em Junho.