Última hora

Última hora

UE e Alemanha pressionam Grécia para cumprir plano de resgate

Em leitura:

UE e Alemanha pressionam Grécia para cumprir plano de resgate

Tamanho do texto Aa Aa

União Europeia e Alemanha estão a ver-se gregos para evitar que Atenas rompa com o plano de resgate.

O cartão vermelho mostrado domingo aos partidos tradicionais, que assinaram o acordo com a troika, está a assustar a Europa e os mercados.

Em declarações à euronews, Oli Rehn recusa “especular sobre a questão de uma possível saída da Grécia do euro”.

O vice-presidente da Comissão – e responsável pelos assuntos económicos e monetários – não quer por enquanto “pintar” um cenário catastrófico, o importante neste momento é ser “determinado em relação à Grécia para que seja formada uma coligação governamental convincente que possa enfrentar os desafios económicos do país”.

Na Grécia, a coligação de esquerda que rejeita a atual forma do resgate e se tornou na segunda força política grega, ganharia as eleições se os gregos fossem chamados novamente às urnas, caso não seja possível formar governo.

Berlim não gosta de ver as reformas que tem imposto aos outros serem contestadas e parte para a ameaça.

“Se a Grécia se afastar do programa de reformas acordado, o pagamento de futuras tranches não será possível. A solidariedade tem dois sentidos. A solidariedade não funciona sem solidez”, referiu Guido Westerwelle, responsável pela diplomacia alemã.

A Alemanha sabe, por outro lado, que um eventual desmembramento do euro seria uma tragédia também para a maior economia europeia.