Última hora

Última hora

Argélia: Bouteflika ganha eleições, oposição fala de manipulação

Em leitura:

Argélia: Bouteflika ganha eleições, oposição fala de manipulação

Tamanho do texto Aa Aa

Na Argélia, apesar de os observadores da União Europeia considerarem que não houve grandes irregularidades nas eleições legislativas, alguns líderes da oposição falam de manipulação e de dificuldades no exercício do voto.

É o caso de Ali Laskri, da Frente das Forças Socialistas:

“O problema é que alguns eleitores não encontraram o seus nomes nos registos. O problema eleitoral é que há assembleias de voto que foram suprimidas.

Por isso, houve muitas dificuldades para os eleitores irem votar. E isso, pode, de alguma forma, falsear os resultados.

Conhecemos o Parlamento argelino e a representatividade tem. Sabemos quem utiliza o dinheiro sujo, e que é um Parlamento sobretudo de negócios e interesses, mais do que de votar leis e fazer algo pelos argelinos e pelos seus direitos.”

Quanto aos partidos islamitas moderados associados ao poder, que partiam como vencedores nestas legislativas Ali Laskri refere o seguinte:

“Os islamitas argelinos hoje não são a solução … após a década negra que vivemos, em que a violência falhou .. e a pobreza, sobretudo … uma vez que metade dos argelinos vivem no limiar da pobreza e do desenvolvimento… e que há uma ameaça externa: há o caso da Líbia, do Mali, do Sahel… Portanto, eles falharam, o poder falhou quanto à violência e eles também falharam, os islamitas falharam na Argélia.”