Última hora

Última hora

Nicolas Sarkozy parte rumo ao futuro

Em leitura:

Nicolas Sarkozy parte rumo ao futuro

Tamanho do texto Aa Aa

No dia 16 de maio de 2007, Nicolas Sarkozy atravessou o pátio de honra do palácio do Eliseu, às 10:58 da manhã, para tomar posse como presidente. Esperava-o Jacques Chirac, o presidente cessante e corrlegionário. Depois de 30 anos de carreira política, o vencedor das presidenciais concretizava o sonho de desempenhar o mais alto cargo da Nação francesa

Os 500 convidados começam a chegar às 10 horas para assistir à cerimónia. Andrée, a mãe do presidente esteve presente, e todos os membros da família recomosta de Nicolas e Cecilia. No tapete vermelho, uma pausa para os fotógrafos.

No interior, os convidados esperavam. O protocolo não segurou a curiosidade do benjamín da família, Louis…

Eleito por de 19 milhões de franceses (melhor que Hollande, que pouco passou dos 18 milhões), com 53,6% dos votos, Nicolas Sarkozy converteu-se no sexto presidente da Quinta República.

Sob os belíssimos lustres de cristal e todos os dourados no salão nobre do palácio, a família do novo presidente fez o seu único acto de protagonismo.

Cecília estava contente por se ter mantido ao lado de Nicolas até à vitória, mas a lágrima colhida pelo presidente teve sabor a liberdade…fez as malas e partiu umas semanas depois, para os braços de Richard Attias, com quem casou em Nova Iorque.

O “Omnipresidente”, como ficou conhecido, não passou muito tempo sem encontrar a bela primeira dama que o acompanhou no mandato.

Vai instalar-se, com Carla Bruni e demais família, nas instalações que a República dispõe para os antigos presidentes, e advogar de novo, talvez.