Última hora

Última hora

Palestinianos comemoram a "catástrofe"

Em leitura:

Palestinianos comemoram a "catástrofe"

Tamanho do texto Aa Aa

Os palestinianos cumpriram, neste 15 de Maio o seu ritual da Nakba que significa, em árabe, “catástrofe”.

Em todas as cidades, começando em Ramalah, milhares de pessoas sairam à ruas, perante a desconfiança do exército israelita que deteve alguns manifestantes.

Nos check points a situação foi particularmente tensa, com alguns palestinianos impedidos de circular.

Em Jerusálem, o confronto entre o exército hebraico e os manifestantes foi igualmente tenso.
Jerusálem que, segundo decisão da ONU, tem o estatuto de “cidade internacional”.

Até as crianças foram vítimas daquilo a que David Ben Gurion chamou, há 64 anos, de “defesa agressiva”.

A 15 de Maio de 1948, David Ben Gurion declarou oficialmente a fundação do Estado Judaico, desrespeitando a resolução das Nações Unidas que dividia aquele território em dois estados.

A decisão unilateral de Israel ocorreu, depois das suas milícias terem tomado as principais cidades e aldeias palestinianas.