Última hora

Última hora

Tomada de posse de François Hollande

Em leitura:

Tomada de posse de François Hollande

Tamanho do texto Aa Aa

François Hollande é oficialmente presidente francês. A primeira parte da cerimória de tomada de posse foi cumprida no Palácio do Eliseu, em Paris. Foi cumprida a passagem de testemunho. Nicolas Sarkozy cumprimentou Hollande à entrada do Eliseu. Os dois foram para o palácio tratar da transferência oficial dos códigos nucleares e outros ficheiros secretos. O encontro durou pouco mais de meia hora. Sarkozy foi aplaudido na despedida.

François Hollande recebeu a grã-cruz da Ordem Nacional da Legião de Honra, uma condecoração entregue a todos os novos presidentes.

Seguiu-se depois uma curta cerimónia de tomada de posse, assistida por 400 pessoas, grande parte socialistas. De destacar a ausência de Segolene Royal, ex-mulher de Hollande e também membro do partido e dois filhos dos dois que não quiseram marcar presença numa cerimónia que foi anunciada como mais sóbria que as anteriores.

O novo presidente francês falou depois aos franceses. Hollande lembrou que “o país precisa apaziguamento, de reconciliação, de se reunir. Esse é o papel que o presidente da republica deve ter. Fazer com que todos os franceses vivam juntos sem distinção.”

O primeiro presidente socialista em França desde François Mitterrand seguiu depois para os Campos Elíseos até ao Arco do Truinfo. O percurso feito no novo carro presidêncial. Hollande escolheu um citroen a diesel, mas ao mesmo tempo híbrido, com teto de abrir para poder saudar os franceses que o esperavam. Nem a chuva que caia e que o encharcou, o demoveu de fazer todo caminho fora do carro.

Hollande parou junto ao Arco do Truinfo onde prestou homenagem ao Soldado Desconhecido.

Da agenda do novo presidente francês consta ainda uma ida à Câmara Municipal de Paris e durante a tarde viaja para Berlim onde terá o primeiro encontro com Angela Merkel.