Última hora

Última hora

UE reitera "congelamento" de parceria com Ucrânia

Em leitura:

UE reitera "congelamento" de parceria com Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Até que seja revista a sentença de prisão da ex-primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko, a União Europeia não assinará o Acordo de Associação com a Ucrânia, que está tecnicamente pronto desde Março. A mensagem foi transmitida no Conselho de Cooperação entre as duas partes, esta terça-feira, em Bruxelas, apesar do atual chefe do governo de Kiev negar que a oposição seja perseguida.

“Todos são iguais perante a lei, incluindo a ex-primeira-ministra. No nosso país não acusamos ninguém com base em questões políticas”, disse Mykola Azarov, em conferência de imprensa.

Apesar de vários líderes europeus terem cancelado a presença no Campeonato de Futebol, organizado este Verão pela Ucrânia e pela Polónia, a União Europeia ainda não declarou um boicote oficial.

“O que ouvi da parte de várias pessoas com quem falei é que têm a expetativa de que o conceito de jogo limpo – tão importante para o desporto em geral e o futebol em particular – seja praticado não apenas nesses campos, mas também no que respeita ao estado de direito”, disse o comissário europeu para o Alargamento e Vizinhança, Štefan Füle.