Última hora

Última hora

Saída Grécia do Euro pode custar biliões de euros à Europa.

Em leitura:

Saída Grécia do Euro pode custar biliões de euros à Europa.

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda que seja o cenário menos apetecível para os responsáveis europeus, as contas começam a ser feitas: se a Grécia sair deixar a moeda única, a Zona Euro vai ter um prejuízo de biliões de euros.
Os mais afetados devem ser o Banco Central Europeu, o FMI e a União Europeia que emprestaram dinheiro aos gregos e dificilmente o vão recuperar e por contágio, os restantes países europeus.
E antes que o cenário de catástrofe económica aconteça, começam a ser elaborados os planos de emergência.
A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional reconheceu esta semana que o Fundo está a preparar-se para tudo. Christine Lagarde garante que “o FMI não deseja a saída do euro da Grécia, mas tem que trabalhar com todas as opções e essa é uma delas.”
Lagarte disse ainda que, se chegar a acontecer, a saída da Grécia deve ser ordenada.

Também o presidente do Banco Central Europeu admitiu pela primeira que a Grécia poderá ter de deixar a União Monetária. Mario Draghi falou desta hipótese numa conferência de imprensa em Frankfurt. O líder do BCE garantiu continua apostado em manter a Grécia continue na Zona Euro e que uma eventual saída não será decidida pelo banco central, porque não está prevista no Tratado Orçamental.

Entretanto o BCE anunciou também que deixou de disponibilizar liquidez aos bancos gregos que não considerar solventes.