Última hora

Última hora

Schäuble defende eleição direta de presidente da UE

Em leitura:

Schäuble defende eleição direta de presidente da UE

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro alemão das Finanças quer uma união política dos Vinte e Sete, com um presidente da União Europeia saído de uma eleição direta.

Wolfgang Schäuble defendeu a posição em Aachen, no sul da Alemanha, durante a cerimónia na qual recebeu o prémio Carlos Magno, uma das mais altas distinções europeias.

Presente no ato, o presidente do Eurogrupo disse que “com uma nação apenas não é possível fazer um Estado no século XXI, apenas com a Europa se pode construir um Estado e ter um futuro”. Jean-Claude Juncker acrescentou que “como sempre diz Schäuble, é preciso mais Europa e não menos”.

Schäuble frisou que, no atual período de crise, as instituições europeias têm uma necessidade particular de “legitimação democrática”.

Não é a primeira vez que o ministro alemão das Finanças, um europeísta convicto, defende a eleição do presidente europeu por sufrágio universal.