Última hora

Última hora

Sérvia: Debate televisivo antes das presidenciais de domingo

Em leitura:

Sérvia: Debate televisivo antes das presidenciais de domingo

Tamanho do texto Aa Aa

A segunda volta das presidenciais na Sérvia são um referendo à União Europeia. Esse foi o repto lançado por Boris Tadic, o homem que preside os destinos do país há oitos anos e busca agora um terceiro mandato.

Tomislav Nikolic é o adversário derrotado nos dois últimos escrutínios presidenciais que procura no próximo domingo a vitória sonhada, embora as sondagens indiquem que não há duas sem três.

Os candidatos estiveram na televisão pública esta quarta-feira para um último frente a frente.

“Tadic era o presidente da Sérvia quando o Kosovo proclamou a independência. Quero aqui recordar que Tadic escreveu ao Tribunal Internacional de Justiça para lhe pedir um parecer sobre a independência” – acusou Nikolic que durante anos se apresentou ao eleitorado sob a bandeira nacionalista.

O presidente cessante lembrou que “a Sérvia perdeu a soberania do Kosovo pela força das armas” e que quando a assumiu a chefia do Estado “não havia um soldado ou um polícia no território, nem sequer instituições!” Tadic rematou dizendo que sempre lutou pelas instituições sérvias.

A reeleição de Tadic parece assegurada, depois que obteve o apoio do partido socialista, que se manteve como terceira força parlamentar nas eleições de 6 de maio.

Nikolic evocou nos últimos dias uma alegada fraude eleitoral mas a OSCE descreveu as eleições como corretas.