Última hora

Última hora

Moody's corta rating de 16 bancos espanhóis

Em leitura:

Moody's corta rating de 16 bancos espanhóis

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um duro golpe para a banca em Espanha. A agência de notação financeira Moody’s cortou o rating de 16 bancos, entre um e três níveis.

E desta vez os nem os grandes Santander e BBVA escaparam.
A Moody’s justificaram esta descida com a falta de confiança na capacidade do Governo de Madrid ajudar as instituições bancárias. Além disso, porque o acesso dos bancos ao financiamento dos mercados é cada vez mais restrito.

Alguns espanhóis não ficaram muito surpreendidos com este corte, até o esperavam mais cedo, porque a situação dos bancos já não era boa há algum tempo. Defendem ainda que o governo devia ter tomado medidas mais cedo para evitar esta situação crítica.

Analistas da agência, num relatório publicado esta semana, consideraram que a banca espanhola é “demasiado vulnerável perante a recessão e a continuada crise imobiliária”.
Aliás, foi o rebentar da bolha especulativa do setor imobiliário que arrastou os bancos.
Os créditos à habitação em Espanha representam 30% do PIB nacional.
Assim os ratings dos bancos variam agora entre A3 e Ba3, que na classificação da Moody’s corresponde ao nível de “lixo”.

A Moody’s explica ainda que os cortes no rating só não foram mais profundos porque, ainda assim, existe alguma capacidade de absorção do risco por parte dos bancos atingidos e porque o BCE pode dar um apoio importante se a situação piorar.