Última hora

Última hora

ONU vai ter 300 observadores na Síria

Em leitura:

ONU vai ter 300 observadores na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da missão de observadores da ONU na Síria diz que a paz só pode ser atingida se houver diálogo entre ambas as partes.

Mas diálogo é o que não há. O conflito entre as forças governamentais e os rebeldes dura há já um ano e dá sinais de acalmar.

As Nações Unidas querem enviar, até ao fim do mês, um total de 300 observadores: “Seja qual for o número de observadores, nunca será possível haver um fim definitivo da violência se o compromisso com o diálogo não for genuíno, da parte dos atores internos e externos”, diz o general Robert Mood.

O cessar-fogo não está a ser cumprido e desde que os observadores chegaram à Síria foram já atacadas duas colunas da ONU.

Homs continua a ser o epicentro da violência. Ao conflito junta-se agora o terrorismo. A Al-Qaeda é suspeita de estar por detrás de um duplo atentado à bomba na semana passada, em Damasco, que matou 55 pessoas.

Os diplomatas ocidentais apontam o dedo ao regime de Bashar el-Assad, que se recusa a aplicar o plano de Kofi Annan.