Última hora

Última hora

Síria acusa Al-Qaida de estar por detrás de novo atentado

Em leitura:

Síria acusa Al-Qaida de estar por detrás de novo atentado

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas, depois de uma bomba explodir esta manhã na localidade síria de Deir al-Zor.

A deflagração, que não foi reivindicada, ocorreu nos arredores de um edifício dos serviços secretos sírios e de um hospital militar na localidade, próxima da fronteira com o Iraque.

A ação é a segunda do género, em menos de duas semanas, a atingir as instalações dos serviços secretos no país, num momento em que Damasco sírio acusa a Al-Qaida de estar por detrás do que chama de conspiração sunita “terrorista” contra o regime.

O ataque ocorre num momento em que o assistente de Koffin Annan, Jean-Marie Guéhenno se encontra em Damasco para supervisionar a aplicação do plano de paz da ONU e da Liga Árabe.

Frente aos 260 observadores estrangeiros, Guéhenno afirmou-se confiante na forma como o processo poderá conduzir à diminuição da violência no país.

Os líderes do G8, reunidos em Camp David, apelaram à abertura imediata de um processo político na Síria para pôr fim à revolta reprimida violentamente pelo regime de Bashar Al-Assad.