Última hora

Última hora

Itália: Abstenção marca segunda volta das municipais

Em leitura:

Itália: Abstenção marca segunda volta das municipais

Tamanho do texto Aa Aa

A elevada abstenção marcou a segunda volta das eleições municipais de domingo e segunda-feira, em Itália.

Os resultados preliminares mostram que 49 por cento dos eleitores não foram às urnas, 16 pontos percentuais mais do que na primeira volta, há duas semanas.

O movimento “Cinque Stelle”, do comediante Pepe Grillo, é o grande vencedor do escrutínio. Frederico Pizzarotti derrotou o candidato do centro-esquerda, em Parma, por uns significativos 60,3 por cento dos votos.

O analista político, Luigi Spinola, considera que “neste momento os italianos sentem que não podem confiar na classe política porque 20 anos depois do escândalo financeiro “Mãos Limpas”, novos escândalos têm demonstrado que muitos partidos continuam a gerir o dinheiro público de modo pouco transparente.

O clima social é bastante tenso. Nos últimos tempos tem-se assistido a um aumentar da tensão, ligado a possíveis atos de terrorismo, por parte de grupos que querem explorar esta situação.

É evidente que apesar da estabilidade política do governo e da vontade dos partidos, enfraquecidos, em continuarem a apoiar medidas impopulares, apresenta-se um novo problema: a segurança e a estabilidade da sociedade italiana.”