Última hora

Última hora

Libaneses protestam contra morte de opositor sírio

Em leitura:

Libaneses protestam contra morte de opositor sírio

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra síria estende-se ao Líbano. Em Beirute muitos libaneses de confissão sunita saíram às ruas este domingo para protestar contra a morte de dois opositores de Bashar al-Assad, no norte do país. O cenário de estradas cortadas e de pneus a arder repetiu-se em Akkar, cidade próxima do local onde os opositores sírios foram mortos por soldados libaneses. O clérigo sunita Ahmed Abdul Wahid e o seu companheiro de viagem, Muhammed Hussein Miraib, foram abatidos depois de recusarem parar num posto de controlo militar. Elementos da oposição síria denunciam um homicídio.

Entretanto, na Síria, o dia ficou também marcado pelo rebentamento de uma bomba, nos arredores de Damasco, a cerca de 150 metros de uma coluna de veículos da ONU. O chefe da missão das Nações Unidas, o Major-General Robert Mood, e o subsecretário-geral para as Operações de Paz, Hervé Ladsus, encontravam-se no local. Não há notícia de vítimas. Segundo o porta-voz da missão, o ataque não visava os elementos da ONU. Horas antes tinha-se registado um tiroteio no subúrbio de Douma.