Última hora

Última hora

Salas de aula vazias em Espanha

Em leitura:

Salas de aula vazias em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Estudantes e professores faltaram às aulas, esta terça-feira, em Espanha.

Os cortes anunciados pelo governo no setor da educação deixaram as salas vazias de norte a sul do país. A greve convocada pelas principais centrais sindicais está a afetar todos os níveis de ensino.

Em causa está a redução de 21 por cento do Orçamento de Estado para o setor educativo e um decreto que prevê cortes no valor de três mil milhões de euros.

“Estas medidas vão levar ao despedimento de 80 mil a 10 mil trabalhadores no setor da educação.
Muitos deles são professores, uma situação que se vai traduzir na perda de qualidade e de igualdade no sistema de ensino. Os estudantes que mais precisam de ajuda, serão os maiores prejudicados” afirma Francisco García, secretário-geral das Comissões Operárias (CCOO).

O aumento de alunos por aula e de horas letivas não convencem sindicatos nem trabalhadores.
O ministro da Educação acusa as estruturas sindicais de distorcerem o conteúdo do decreto.

A greve afeta todas as comunidades autónomas exceto o País Basco, Rioja e Baleares.