Última hora

Última hora

Arrancam as presidenciais no Egito

Em leitura:

Arrancam as presidenciais no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Foi a pompa e circunstância que marcou o primeiro dia de eleições presidenciais no Egito.

Os egípcios acorreram às urnas 15 meses depois da queda de Hosni Mubarak. Entre os 12 candidatos estão islamitas e pessoas ligadas ao antigo regime.

Amr Moussa, ex-secretário-geral da Liga Árabe, um dos principais candidatos à vitória, segundo das sondagens, votou em clima de alegria.

Ahmed Shafik, último primeiro-ministro de Mubarak, converteu-se, durante a campanha, em objeto de sátiras mas é também um dos principais candidatos à vitória.

Mohamed Mursi, o candidato da Irmandade Muçulmana defende as privatizações e um entendimento com os Estados Unidos mas poderá não passar da terceira força política mais votada.

Ao lado de Abdel Moneim Abul Futuh, seu antigo companheiro, que se apresenta como o candidato do consenso. É o eleito da juventude revolucionária e dos salafistas.

Os resultados da primeira volta devem ser anunciados dia 27 de maio. Caso nenhum dos candidatos consiga ser eleito, realiza-se uma segunda volta nos dias 16 e 17 de junho.