Última hora

Em leitura:

Azerbaijão: Palco do Festival da Eurovisão e de protestos


Azerbaijão

Azerbaijão: Palco do Festival da Eurovisão e de protestos

Baku, a capital do Azerbaijão tem vivido a euforia de receber um grande evento internacional, o Festival da Eurovisão da Canção, que decorre até dia 26. Mas quem vive no país garante que o dia a dia tem muito pouco de festa.
As manifestações repetem-se nestes dias do concurso e a repressão aumentou.
Só esta quinta-feira, dia de mais uma meia final, cerca de 10 pessoas foram detidas.
Quem protesta acusa o presidente Ilham Aliev de limitar a liberdade de expressão, de limitar a democracia e atentar, constantemente, contra os Direitos Humanos.

Mas a Eurovisão também é alvo de contestação.
Uma manifestante diz que o organismo internacional “devia ter vergonha por não ter em atenção a falta de democracia e liberdade no Azerbaijão.”

Os sinais de autoritarismo já foram apontados até pela Amnistia Internacional e pela organização Human Rights Watch, que destacam a repressão feita aos jornalistasm, que têm sido condenados sempre que apontam as falhas do regime.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Rússia: Líderes da oposição libertados