Última hora

Última hora

Hollande-Merkel: Braço de ferro ideológico em torno do futuro da Europa

Em leitura:

Hollande-Merkel: Braço de ferro ideológico em torno do futuro da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

As manchetes dos jornais gregos desta quinta-feira são bastante elucidativas sobre a Torre de Babel instalada em Bruxelas. O braço de ferro Merkel-Hollande não advém de uma incompreensão linguística, são verdadeiras divergências ideológicas.

Neste instante preciso, é como se os ponteiros dos 27 estivessem afetados por polos magnéticos. Uns atraídos para Merkel e outros – cada vez mais – querendo acreditar no recém-chegado Quixote, com a exigência dos eurobonds e a aguardada proposta de uma alternativa ao modelo de crescimento de Berlim.

O presidente do Banco Central Europeu é mais uma voz a apelar aos políticos para darem “um salto corajoso” e terem a imaginação para responder à “necessidade urgente de um pacto para o crescimento”, ao lado do da disciplina orçamental.

A União Europeia vive “um momento crucial”, afirmou Mario Draghi.

A chanceler alemã e o presidente francês já se encontraram três vezes na última semana, mas os conflitos continuam longe de estar resolvidos. Se vão conseguir encontrar os compromissos necessários e uma fórmula que funciona até à Cimeira de verão, dentro de apenas um mês – isso permanece uma incógnita.