Última hora

Última hora

Receios com a Grécia levam euro a mínimos de dois anos

Em leitura:

Receios com a Grécia levam euro a mínimos de dois anos

Tamanho do texto Aa Aa

Há quase dois anos que o euro não atingia um valor tão baixo. A moeda única está a ser penalizada pela deterioração do contexto económico na Europa, pelos receios da saída da Grécia da união monetária e a ausência de um entendimento europeu.

Os investidores privilegiam valores seguros como as moedas norte-americana e japonesa e os títulos da dívida alemâ. A tendência acentuou-se após as legislativas gregas, no início de maio.

Esta quinta feira o euro chegou a valer 1,2515 dólares, o valor mais baixo desde julho de 2010, antes de recuperar ligeiramente.

Analista da Richelieu Finance, Jeremy Gaudichon explica: “Podemos ver que o euro está fraco face ao dólar porque há uma verdadeira diferença de crescimento entre a Europa e os Estados Unidos. A maior preocupação com a dívida soberana é na Europa”.

A saída da Grécia do euro deixou de ser um tabu e o Eurogrupo procura formas de minimizar os danos.

Por agora, os líderes europeus reafirmam o apoio à manutenção da Grécia na moeda única. Mas não convencem um mercado que está nervoso na expectativa das eleições legislativas de 17 de junho. É neste contexto que o presidente do Banco Central Europeu deixa um apelo à audácia política da Europa para salvar o euro.