Última hora

Última hora

Bankia: Nacionalização custa mais do que previsto

Em leitura:

Bankia: Nacionalização custa mais do que previsto

Tamanho do texto Aa Aa

É mais do que previsto mas, para salvar o Bankia, o governo espanhol terá de abrir ainda mais os cordões à bolsa. A nova administração do Bankia, que discute o plano de recapitalização, e segundo o jornal El Pais vai pedir mais 19 mil milhões de euros ao executivo, fazendo subir para 23,5 mil milhões de euros a fatura da nacionalização.

O Bankia, cujos títulos estiveram suspensos esta sexta-feira na bolsa de Madrid, viu-se incapaz de fazer face às perdas provocadas pela explosão da bolha imobiliária. Desde início de maio, as ações perderam 34% do valor.

Chris Scicluna, analista do Daiwa Capital Markets, garante que “a economia espanhola está sob grande pressão e esta será cada vez maior em função dos acontecimentos na Grécia. Haverá vários anos de ajuste no setor imobiliário espanhol, em termos de queda do preço das casas e da extensão das perdas com ativos tóxicos detidos pelos bancos”.

O governo, já obrigado a rever em alta o défice orçamental devido a derrapagens nas contas regionais, terá de se endividar ainda mais. Os analistas, que duvidam da saúde do setor bancário espanhol, acreditam que terá de recorrer a ajuda internacional.

O Bankia, quarto maior banco de Espanha, detinha 10% dos depósitos bancários espanhóis, preocupando os clientes, que multiplicam os protestos.