Última hora

Última hora

Bankia: "não vamos necessitar de nova injeção de capital público"

Em leitura:

Bankia: "não vamos necessitar de nova injeção de capital público"

Tamanho do texto Aa Aa

O novo presidente do grupo do banco espanhol Bankia assegura que não haverá uma “purga” na instituição, num momento em que a oposição socialista reclama uma investigação à atuação do antigo diretório da instituição.

Jose Ignacio Goirigolzarri compareceu ontem frente aos jornalistas, depois do banco anunciar que necessita de uma nova injeção de capital público de 19 mil milhões de euros.

“Pensamos que não necessitaremos de uma nova recapitalização, com o montante atual podemos criar uma entidade sólida que, em conjunto com a nossa carteira de clientes, permite-nos ser otimistas e confiar no desenvolvimento de uma entidade solvente, eficiente e lucrativa”.

A fatura da recapitalização do Bankia e consequente semi-nacionalização, agendada para julho, ascenderá a 23,5 mil milhões de euros, depois de uma primeira intervenção do estado em abril.

Um valor que representa metade do montante poupado por Madrid com as recentes medidas de austeridade, ao nível de cortes orçamentais e aumento de impostos.

No total, o buraco nas contas do Bankia poderá elevar-se a mais de 31 mil milhões de euros, a grande maioria consequência da explosão da chamada “bolha” imobiliária.