Última hora

Última hora

Maior radiotelescópio do mundo será repartido entre a África do Sul, a Austrália e a Nova Zelândia

Em leitura:

Maior radiotelescópio do mundo será repartido entre a África do Sul, a Austrália e a Nova Zelândia

Tamanho do texto Aa Aa

Na capital holandesa o consórcio responsável pela construção do maior e mais potente radiotelescópio do mundo, o SKA ou “Square Kilometre Array”, anunciou que este será dividido entre a África do Sul e a Austrália.

O SKA vai ser 50 vezes mais sensível do que o mais potente radiotelescópio atualmente operacional e será composto por um vasto número de antenas, espalhadas por áreas que englobam continentes inteiros, ou porções deles.

“Uma das mais surpreendentes descobertas da última década revelou que 95 por cento do universo, 19/20 do universo, não é composto por átomos, nem por matéria da tabela periódica, como eu e vocês, mas por algo de que não sabemos nada e que se chama matéria negra e energia negra. Não se sabe a sua origem e não há nenhuma teoria que as descreva.
É um problema chave para a física moderna e o SKA é um instrumento que pode contribuir para um importante avanço na resposta a essas questões”, afirmou um diretor do SKA.

Dois terços do projeto serão instalados na África do Sul, com epicentro na região do Karoo e a parte australiana será centrada na estação de Mileura, com antenas espalhadas por várias regiões do país e também na Nova Zelândia.