Última hora

Em leitura:

Pentecostes sob pano de fundo de escândalos no Vaticano


Vaticano

Pentecostes sob pano de fundo de escândalos no Vaticano

A basílica de São Pedro encheu-se de fiéis para assistirem a uma aparentemente normal uma missa de domingo de Pentecostes, celebrada por Bento XVI.

Mas a homilia ocorre sobre pano de fundo de uma série de escândalos que abala a Santa Sé e preocupa o Papa. Entre eles, a detenção, na passada quarta-feira, e a investigação formal do camareiro de Bento XVI. Paolo Gabriele, na posse ilegal de documentos confidenciais da Santa Sé, é suspeito da fuga de informações ultra confidenciais.

O Vaticano procura outros “bufos” e eventuais cabecilhas do “VatiLeaks”, entre eles cardeais, arcebispos ou monsenhores que preparariam um golpe de estado no Vaticano.

Na quinta-feira, foi Ettore Gotti Tedeschi, o presidente do Banco da Santa Sé – o Instituto de Obras da Religião – que foi destituído. O Vaticano está preocupado com as suspeitas de corrupção na gestão do instituto.

Numa altura em que a OCDE prepara uma lista de instituições transparentes, o Vaticano tenta limpar a imagem de um banco que se quer sólido e respeitável.

Carl Anderson, membro do Conselho de Administração, explica: “Penso e espero que isto seja o princípio de um novo capítulo para o Instituto de Obras da Religião e parte um capítulo da reabilitação da imagem pública do Instituto de Obras da Religião.”

Para abalar ainda mais os pilares da Santa Sé, a instituição tem igualmente que fazer face aos escândalos sexuais da congregação dos Legionários do Cristo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Irão anuncia construção de uma nova central nuclear