Última hora

Última hora

Rock no Euro 2012

Em leitura:

Rock no Euro 2012

Tamanho do texto Aa Aa

Vai haver música ao vivo, durante todo o Euro 2012 de futebol, em Kiev, bem no centro da cidade.

Os fãs prometem comparecer a uma mostra inesquecível, de cantores e Djs ucranianos e de outras nacionalidades.

Uma das presenças asseguradas: os Singleton, uma banda de indie-rock de Kiev, com dois álbuns e numerosos concertos na Ucrânia, Rússia, Bielorrússia e Alemanha.

Os Singleton cantam em Inglês, o que é raro nos circuitos do rock ucraniano. Mas pode ser um valor acrescentado, para os adeptos do futebol, vindos de muitos lados, como diz um dos músicos:

“Para muitas pessoas, a Ucrânia é uma espécie de cavalo preto: não sabem realmente o que vêm encontrar e outros têm mesmo medo de vir até aqui. Mas mesmo assim é interessante, porque as pessoas estão à procura de novas experiências. Ouviram algumas coisas más, mas os Singleton querem mostrar, durante os concertos que há uma zona de ventilação da Ucrânia que está pronta para receber o Euro 2012, e no aspeto cultural, vai correr bem. Porque o nível de música criada aqui, é consideravelmente elevado”.

A zona dos fãs do euro 2012 fica situada no coração do capital de Ucrânia – rua de Khreshchatyk e Praça central de Maidan Nezalezhnosti.

Os organizadores prometem música ao vivo, durante cinco horas por dia.

A zona estará aberta a todos os convidados. Os visitantes, assim como os habitantes de Kiev, têm a possibilidade escutar tipos diferentes de música – rock, dance, folk, electrónica e mesmo orquestras clássicas.

Promete-se também vários tipos do entretenimento, para além da música: artesanato, gastronomia e futsal.

É tudo para, de acordo com os organizadores, criar uma atmosfera geral de alegria e de celebração.

“Se estamos a falar de rock, queremos dizer rock mais leve, rock de dança. Será música otimista, enérgica, que vai bem com o futebol e cria o balanço e a atmosfera necessárias, para um adepto de futebol”.

A zona conta ainda com um ecran gigante que projetará os grandes jogos de futebol e uma área VIP perto do estádio principal.

Outra promessa dos organizadores: manter preços democráticos, de modo a que os estrangeiros, com apenas três ou quatro euros, possam comer ou beber qualquer coisa, ou mesmo, comprar uma lembrança.

A música, entretanto, será um dos factores geradores de otimismo.

Gorchitza é uma das mais bem sucedida bandas ucranianas de electro-pop.

Os jovens músicos dizem que têm muitas afinidades com a música europeia, porque cresceram a ouvir a música dos Beatles ou de George Michael, por exemplo.

Sentem-se felizes, por serem escutados por aqueles que compreendem os seus poemas em inglês.

“Nós somos brilhantemente representativos do eletrónico contemporâneo e da dance music e pensamos que os estrangeiros ficarão surpreendidos, num sentido positivo, ao ouvirem as nossas canções. Estão carregadas de energia, de optimismo e de movimento. É por isso que eu penso que vale a pena vir aos concertos, para escutar a música, para dançar e para se divertirem”, diz um dos músicos.

“Eu penso que nossa música está carregada com uma espécie de movimentação ucraniana”

”Alguns dizem, que os ucranianos são como os irlandêses: de mau humor, explosivos, mas muitos amáveis”.

“Talvez algums reconheçam as nossas faixas, porque alguns dos nossos amigos que viajam pelo estrangeiro dizem que o nosso tipo de música é tocado em discotecas de Londres e Paris”.