Última hora

Última hora

Netanyau critica concessões a Teerão

Em leitura:

Netanyau critica concessões a Teerão

Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyau critica as concessões feitas ao Irão. Numa conferência, na Universidade de Telavive, o primeiro-ministro israelita insurgiu-se contra as posições adotadas, a semana passada, pelo grupo “5+1”.

Em Bagdade, Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha pediram a Teerão que não enriqueça urânio a mais de cinco por cento e que transfira para o estrangeiro o urânio enriquecido a 20 por cento, estimado em 100 quilos.

Mas desta vez o grupo não pediu, como em anteriores ocasiões, o fim de todas as atividades de enriquecimento nem o desmantelamento da central subterrânea de Qom.

O enriquecimento de urânio no Irão está no centro das preocupações da comunidade internacional, que suspeitam que Teerão esteja a construir uma arma nuclear.

Enriquecido a cinco por cento, o urânio serve de combustível para as centrais nucleares; a 20%, alimenta os reatores de investigação mas a mais de 90% serve para fabricar uma bomba atómica.

O Irão não cessa, contudo, de afirmar que o programa nuclear do país tem um caráter puramente civil.