Última hora

Última hora

Supremo aprova extradição de Assange

Em leitura:

Supremo aprova extradição de Assange

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal britânico deu luz verde à extradição de Julian Assange solicitada pela justiça sueca por um caso de alegada violação e agressões sexuais.

O fundador do WikiLeaks que negou sempre as acusações fez de tudo para evitar a extradição. Resta, agora, o recurso para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, em Estrasburgo.

Detido em Londres em dezembro de 2010, o cidadão australiano encontra-se, desde então, em prisão domiciliária em Inglaterra.

Em 2011, a justiça britânica autorizou a extradição de Assange para a Suécia, decisão que levou os advogados a recorrer às mais altas instâncias judiciais para tentar provar a irregularidade da requisição sueca.

O fundador do Wikileaks considera estar a ser vítima de uma conspiração arquitetada por Washington devido à publicação de milhares de documentos secretos. Uma opinião partilhada por muitos daqueles que, hoje, se concentraram junto ao Supremo Tribunal britânico.