Última hora

Última hora

Turquia junta-se aos países que expulsaram enviados da Síria

Em leitura:

Turquia junta-se aos países que expulsaram enviados da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido, Austrália, Espanha, entre outros, chegou a vez de a Turquia vincar claramente a posição sobre a Síria: Ancara ordenou a saída do seu território do representante diplomático sírio.

O primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan declarou “ser cruel ficar em silêncio perante atos de crueldade”, considerando que a inação acaba por legitimar a tirania. Erdogan salientou mesmo que, nos próximos dias, as sanções impostas podem ser alargadas.

O Japão também seguiu o mesmo caminho. Já a Rússia anunciou que a coação diplomática terá um efeito “contraproducente”.

São as mais recentes consequências da onda de choque provocada pelo massacre em Houla, onde 108 pessoas foram mortas. Durante a última noite, 13 cadáveres de civis foram encontrados na região de Deir Ezzor, na parte este da Síria, aparentemente vítimas de execuções sumárias.