Última hora

Última hora

Charles Taylor condenado a 50 anos de cadeia

Em leitura:

Charles Taylor condenado a 50 anos de cadeia

Tamanho do texto Aa Aa

Vítimas da guerra civil e o governo de Serra Leoa congratulam-se com a condenação a 50 anos de prisão do ex-presidente da Libéria Charles Taylor pelo apoio aos rebeldes leoneses que espalharam o terror no país.

“Enfim, foi feita Justiça, e Taylor pagou o preço do sofrimento e da dor que nos causou”, disse Al-Hadji Jusu Jarka, cujos braços foram amputados por rebeldes da Frente Revolucionária Unida.

Centenas de pessoas reuniram-se diante da sede do Tribunal Especial para Serra Leoa, em Freetown, para ouvir a sentença.

Transformado no primeiro ex-presidente condenado a uma pena de prisão imposta por um tribunal internacional, Taylor, de 64 anos, escutou a sentença sem manifestar-se.

Caminhando lado a lado os presidentes da Libéria e Serra Leoa querem mostrar que a situação é hoje diferente.

“Serra Leoa e Libéria são dois países que se transformaram, diz o chefe de Estado leonense. Os nossos países estão agora melhor”.

Na região de Kailahun, onde chegaram os rebeldes vindos da Libéria em 1991, o sentimento era de alívio.