Última hora

Última hora

Massacre de Houla vai ser investigado pela ONU

Em leitura:

Massacre de Houla vai ser investigado pela ONU

Tamanho do texto Aa Aa

O massacre de Houla, na Síria, pode ter constituído um crime contra a Humanidade. Depois da onda de choque provocada pela morte de 108 pessoas, quase metade crianças, o Conselho dos Direitos Humanos da ONU decidiu iniciar a recolha independente de provas com vista ao levantamento de um processo criminal contra os responsáveis pelo ataque.
 
Numa reunião de emergência em Genebra, os representantes das Nações Unidas debateram uma proposta a levar ao Conselho de Segurança, na qual se aventa a hipótese da intervenção do Tribunal Penal Internacional.
 
Kofi Annan, o mediador para a Síria, veio declarar que “para este tipo de questões não basta traçar um limite. O Conselho de Segurança e os países envolvidos têm de encontrar uma solução. Se não for a proposta que está em cima da mesa, então que seja outra. Pode haver várias formas de resolver um problema.”
 
Mas nem Houla fez a violência parar. Em Qusair foram a enterrar treze homens, aparentemente vítimas de execuções sumárias, tal como aconteceu no início da semana em Deir Ezzor.