Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

|

A guerra na Síria volta a provocar confrontos no Líbano. A troca de tiros que começou na última noite na cidade de Tripoli, no norte do país, fez pelo menos sete mortos e três dezenas de feridos. De um lado da barricada estão elementos da comunidade alauita, favoráveis do regime sírio, e do outro combatentes de confissão sunita. Algumas vítimas foram apanhadas no fogo cruzado.

O risco do conflito sírio incendiar igualmente os países da região foi reconhecido em Doha, no Qatar, por Kofi Annan, o emissário da Liga Árabe e da ONU: “A crise está a espalhar-se pela região na forma de focos de tensão e incidentes interfronteiriços. Eu senti a preocupação viva dos vizinhos da Síria durante as minhas consultas nos últimos dias.”

Entretanto, os Estados Unidos publicaram fotografias feitas por satélite no início da semana. De acordo com o departamento de Estado, as imagens provam que o regime de Bashar al-Assad utiliza armamento pesado contra centros populacionais, assim como a existência de valas comuns, nomeadamente em Houla.

Os sítios da internet ligados à oposição continuam a publicar vídeos de combates recentes, como em Aleppo ou Homs. O cessar-fogo proposto no plano Annan deveria ter entrado em vigor em abril.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|